domingo, 5 de abril de 2009

Filhos.. Ter ou não tê-los???

Ter filhos sempre foi meu sonho... Acho que é o sonho de quase toda mulher, né??? Mas teve uma época, um pouquinho antes de decidirmos ter a Giullia que pensei em desistir... Me choca o mundo em que vivemos hoje... E várias vezes me pegava pensando se valeria a pena botar uma criança pra passar por tanta dificuldade e sofrimento... É tanta violência, de todas as formas que vemos todos os dias no jornal que me assusta... Conversei muito com o Rafa... Com algumas amigas... Até resolvermos ter a Giullia... Parei pra pensar que abdicar desse meu desejo seria aceitar que a vida é assim mesmo, que o mundo não tem jeito... Mas não... A minha mãe conseguiu, em meio a esse mundo louco, criar dois filhos que são pessoas de bem... Por que eu não conseguiria também???
Por que tô falando isso tudo? Esse final de semana me deparei com duas situações que ilustram claramente a falta que faz ser/ter um pai/mãe presente na vida da gente...
Ontem tava indo almoçar na minha mãe quando avistei de longe uma vizinha que costumava brincar quando pequenas e na hora reparei na "barriguinha"... Cheguei na minha mãe chocada comentando... Porquê? Ela tem 1 ano só a mais que eu... E esse já é o quarto filho dela... Ela não trabalha, o pai das crianças não sei... Sei que a única coisa que a família do pai dá pra ela é assistência de saúde... Ela mora com a mãe, dois tios e um primo.. E dorme com os 4 filhos no mesmo quarto... Não trabalha... Aí você para pra pensar... Um filho já dá despesa... IMAGINA 4!!! Essa menina formou no ensino médio e nunca teve oportunidade de trabalhar, porque precisou cuidar das crianças... E se um dia a assistência que a família dela e do pai das crianças dá faltar??? O que fazer??? E com que condições ela e o pai das crianças poderão morar juntos um dia???
Outro caso foi uma notícia que li de 2 CRIANÇAS (a menina de 11 e o menino de 14 anos) fazendo sexo enquanto 2 outras CRIANÇAS filmavam... O vídeo caiu na rede e a família da menina precisou até mudar de cidade... Os meninos são hostilizados na rua, excluídos do grupo de amigos... Se você parar pra pensar... São CRIANÇAS!!! Não sabem nem o que estão fazendo no mundo e ficam aí.. BRINCANDO de imitar os adultos... Não ví o vídeo, li comentários sobre ele na rede... Diz que um dos garotos ficava instruindo o que eles deviam fazer o tempo todo, que a menina só ria, que o menino tinha o físico de um MENINO... Enfim... ÓBVIO que duas crianças não sabem viver uma relação sexual saudável e prazerosa... Aí se você parar pra pensar quantas CRIANÇAS engravidam sem saber o que é viver uma relação sexual madura, saudável, responsável e o pior.. sem ao menos SENTIR PRAZER!!!
No meio dessa confusão toda você se pergunta... ONDE ESTAVAM OS PAIS DESSAS CRIANÇAS?? Alguns dirão: Ah, mas não tem como prender o menino em casa... Não tem como vigiar 24 horas por dia...
Mas tem como SIM, criar uma pessoa responsável e que saiba viver cada fase da vida no tempo certo... Ser criança, adolescente e adulto no momento certo... Não podemos confundir invasão de privacidade com total liberdade... A juventude de hoje em sua maioria deseja tanto ser tratada como adulto (coisas que ainda não são), mas a única coisa "ADULTA" que são capazes de fazer é sexo... Acho que falta orientação, conversa e proibições SIM! Da família, da escola...
Vejo crianças hoje de 11, 12 anos e me assusto... Meninas que parecem mulheres... Eu com 12 anos era uma bobooooona... Às vezes me ressinto de não ter vivido coisas que algumas amigas viveram... De noitadas, de farra... Mas sei que vivi cada fase da minha vida no tempo certo... Aproveitando tudo que podia, na medida do possível e hoje me sinto uma mulher feliz e realizada... Tenho a minha casinha, que é simples, mas que foi preparada com muito carinho e é fruto do meu trabalho e do Rafa... Estamos a espera da princesinha mais amada e desejada... E se DEUS QUISER, conseguiremos fazer dela uma pessoa íntegra que saiba respeitar os outros e SE RESPEITAR acima de tudo... e o principal, uma pessoal FELIZ!!!

Ter filhos inconsequentemente geram vários problemas... Não só na criança, mas no mundo em que vivemos... Recebi por email esse texto... E ele reflete bem tudo que tenho pensado nesses últimos dias... Postei ele ontem, mas tirei do ar porque sei que ofenderia uma amiga... Mas vou deixar o link aqui... E essa amiga, que sei que está chateada comigo, espero que ela faça o que eu sempre fiz com ela... Seja sincera e me procure e fale abertamente o que eu fiz que a chateou... Poque eu acho que amigos são pra isso!!!

O TEXTO!

4 comentários:

Gabriela Brasil disse...

Muita bacana o texto... gostei muito...

Danielle disse...

Oi Nana, aqui é Danielle amiga da Sõsô, gostaria que soubesse que estou torcendo muito por você, quero dizer ainda que suas palavras em textos são sempre muito lindas!!!! e que você é uma ótima pessoa. Boa sorte nessa reta final.... Abraços Titia
Dani.

Uiara Santos disse...

Excelente o texto e seu post tb. Com 12 anos eu brincava de boneca e fugia dos meninos quando eu descobria que eles queriam me beijar, kkkk, juro. Não eramos bobas amiga, apenas tivemos uma educação muito diferente das jovens de hj, onde os pais vem a liberdade de uma forma deturpada e que por fim acaba sendo prejucial a seus filhos. Definitivamente, não é fácil ter filhos, mas se os tem acho que tem que arcar, e se virar ao máximo pra dar uma vida digna e uma ótima base educacional.
Educação é tudo, e a educação ao contrario do que mtos pensam não começa na escola e sim no ambito familiar.
Beijos, boa semana !

Daya Narciso disse...

Amiga naum tho uma opinião formada sobre isso...O texto é muito bom mesmo.
Mas eu tbm acho que cada um sabe onde e como aperta o calo...
Nem sempre a forma que pensamos seja a correta,ás vezes é sim a correta,mas pra nós...
Como a Uiara disse,tivemos uma época diferente,aos 12 anos tbm,beijei e naum gostei voltei a brincar de boneca...rs...
Mas os tempos são outros...Cada um fazendo a sua parte,é o que importa.
Saudades de vcs
beijokas em vc e na barriga lindaaaaaaa